Sala M. Félix Ribeiro | Seg. [5] 21:30

O QUE QUERO VER

SECRET LIVES

de Edmond T. Gréville
com Brigitte Horney, Neil Hamilton, Raymond Lovell
Reino Unido, 1937 – 79 min / legendado em português | M/12

De Edmond T. Gréville, que passou uma vida e uma obra a saltitar entre os dois lados da Mancha (era filho de um casal franco-britânico), exibimos nestas salas, há não muito tempo, o curioso UNDER SECRET ORDERS, com Stroheim. SECRET LIVES tem vários paralelismos com ele: é do mesmo ano de 1937, também tem a palavra “secret” no título ou não fosse igualmente um filme de espionagem, e se não tem Stroheim tem como protagonista outra vedeta de origem germânica, a célebre Brigitte Horney, numa rara excursão fora do cinema alemão, de que era, e continuaria a ser durante os anos da Segunda Guerra, uma das mais populares atrizes. A intriga, como se disse de espionagem, ambienta-se na Primeira Guerra, põe Horney na pele de uma espia alemã que trabalha para os franceses, e é mais um exemplo de como o cinema europeu dos anos 30 integrou e refletiu a explosiva carga política que viria a rebentar em 1939. Primeira exibição na Cinemateca.


Sala M. Félix Ribeiro | Ter. [6] 19:00

CINEMA PORTUGUÊS: NOVOS OLHARES – IV

SUPERFÍCIE

de Rui Xavier
com Ângelo Torres, José Mendes, Marcello Urgeghe, Paca
Portugal, 2007 – 14 min

OUTONO

de Marco Amaral
com Elsa Pinto, Tiago Cardoso
Portugal, 2014 – 11 min

PAUL

de Marcelo Felix
com Alice Medeiros, Rómulo Ferreira, Crista Alfaiate, Mafalda Lencastre, Dimitris Mostrous
Portugal, 2014 – 71 min

duração total da projeção: 96 min | M/12

Com a presença de Rui Xavier e Marcelo Felix
PAUL

Experiências sensoriais reunidas numa sessão: SUPERFÍCIE, de Rui Xavier, é uma ficção focada na experiência de um homem dentro da imensidão do mar, tal como num mundo desconhecido, enquanto que OUTONO, do realizador e colorista Marco Amaral, segue os percursos de um jovem rapaz na paisagem outonal de caminhos desconhecidos. A fechar, PAUL, de Marcelo Felix, é uma viagem sensorial pela perceção de uma tradutora de um filme sobre a realidade e ficção da história em que mergulha.


Sala M. Félix Ribeiro | Qua. [7] 21:30

THE HEARTBREAK KIDS: WARREN BEATTY & ELAINE MAY

A NEW LEAF

Vida Nova
de Elaine May
com Elaine May, Walter Matthau
Estados Unidos, 1971 – 102 min / legendado eletronicamente em português | M/12

 

“Never have I seen one woman in whom every social grace was so lacking. Did I say she was primitive? I retract that. She’s feral. I’ve never spent a more physically destructive evening in my life. I am nauseated. I limp. And I can feel my teeth rotting away from an excess of sugar that no amount of toothpaste can dislodge. That woman is a menace not only to health, but to western civilization as we know it.” Palavras de Walter Matthau, e escritas por Elaine May, que são não apenas sobre a personagem absolutamente trapalhona que a realizadora interpretaria no seu primeiro filme, como, também, uma entrada privilegiada para conhecer a sua comédia do ridículo, feita de improvisação e de poder subliminarmente feminista, onde o mundo masculino é incapaz de viver à altura da sua própria imagem. A obra-prima cómica de Elaine May ou, se preferirmos, uma comédia negra que segue a história de um herdeiro dissoluto e sem dinheiro que procura uma herdeira para casar e depois matar.


Sala M. Félix Ribeiro | Qui. [8] 21:30

ANTE-ESTREIAS

ESBOÇOS

de Sofia Pequeno
com Sofia Nicholson, Nélson Monforte, Sofia Arruda, Miguel Sá Nogueira
Portugal, 2014 – 25 min

DESPERTAR

de Elisabete Gradiz
com Erica Rodrigues, Cindy Fernandes, Renato Sapateiro
Portugal, 2015 – 10 min

REALIDADE PARALELA

de Elisabete Gradiz
com Carlos Alves, João Didelet, Alda Gomes
Portugal, 2015 – 26 min

duração total da projeção: 61 min | M/12

Com a presença das realizadoras

O Cine-Reactor 24i é uma associação cultural sem fins lucrativos fundada em 2010 na Amadora que desenvolve atividades de formação em cinema. Produzidos pelo Cineclube Cine-Reactor 24i / Curso Geral de Cinema, os três filmes da sessão foram produzidos e realizados no contexto desse Curso desenvolvido pela associação, apresentando portanto uma mostra do trabalho que aí se faz.


Sala M. Félix Ribeiro | Sex. [9] 19:00

O ANO DE 1967 – TERRAS EM TRANSE

LE DÉPART

de Jerzy Skolimowski
com Jean-Pierre Léaud, Jacqueline Bir, Paul Roland
Bélgica, 1967 – 93 min / legendado em inglês e eletronicamente em português | M/12

Jean-Pierre Léaud é o rosto da nova vaga e o mundo procura espelhar os seus sentimentos no seu rosto de cinema mudo e num corpo inquieto que parece feito para percorrer travellings. Jerzy Skolimowski, nome maior da Nova Vaga polaca e europeia, faz a sua primeira produção fora do seu país natal (e deste lado do Muro de Berlim) numa comédia divertida, sobre a nova sociedade consumista, com um jovem casal que busca um carro desportivo para poder participar numa corrida de automóveis.


Sala M. Félix Ribeiro | Sex [9] 21:30

A CINEMATECA COM A FEIRA DO LIVRO DE LISBOA 
EM COLABORAÇÃO COM A APEL – ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EDITORES E LIVREIROS

LE TEMPS RETROUVÉ

O Tempo Reencontrado
de Raoul Ruiz
com Catherine Deneuve, Emmanuelle Béart, Vincent Perez, John Malkovich
França, Itália, Portugal, 1999 – 169 min / legendado em português | M/16

 

A literatura, o imaginário, a memória, seus cruzamentos e fusões, formaram desde sempre uma constelação de temas crucial no cinema de Raoul Ruiz, pelo que não foi surpresa nenhuma que a dado passo o cineasta chileno se tenha atirado a uma adaptação de Em Busca do Tempo Perdido (curiosamente, quase contemporânea de outra “releitura” de Proust, o LA CAPTIVE de Chantal Akerman). LE TEMPS RETROUVÉ adapta apenas o sétimo livro da mais importante obra do escritor francês, mas contém episódios dispersos retirados aos livros anteriores, e constitui, para todos os efeitos, a mais ambiciosa tentativa de recriar cinematograficamente o monumental escrito de Proust. Ruiz não se apaga perante ele, e o filme abunda em pormenores que, fazendo o “realismo” vacilar através da “magia”, se ligam muito diretamente ao estilo característico do realizador. Primeira exibição na Cinemateca.

Anúncios